Olá leitores! Esse é meu primeiro post sobre a viagem que fiz no final de Dezembro/2013 e começo de 2014, ao Camboja, Tailândia e Malásia.

A ESCOLHA –  Esse ano que passou deu aquela vontade forte de viajar para outro país, mas como a grana tava curta, decidi escolher algum lugar aqui perto. E assim eu e meu marido decidimos pela Tailândia com suas praias paradisíacas, e eu quis incluir um lugar que me fascina pelas ruínas históricas, o Camboja. Kuala Lumpur foi encaixada no roteiro pois é o “hub” da companhia aérea Air Asia, que é por onde retornamos ao Japão.

ÉPOCA – Fomos na alta temporada Dezembro/Janeiro (pena que os preços de hospedagem são um pouco mais caros), para aproveitar o feriado de 1 semana que temos aqui no Japão.

PESQUISA – Comecei a ver tudo no começo de Agosto/2013, fiz um pré-roteiro para 10 dias.

PASSAGEM – Pesquisei as passagens de avião no Skyscanner.com e fiz a compra online na segunda semana de Agosto/2013, no site da própria companhia aérea. As escolhidas foram China Eastern, que faz conexão em Xangai (China) e Air Asia companhia aérea de baixo custo (ou low cost em inglês).

voos china eastern air asia
China Eastern e Air Asia

VÔOS

– de Nagoya (conexão em Shanghai) à Siem Reap (Camboja), 31.630 ienes (China Eastern). No trecho Shanghai-Camboja teve um atraso de 1 hora.

– de Siem Reap à Bangkok, 11.652 ienes (Air Asia). Esse trecho tem opção de fazer de ônibus mas a pousada onde fiquei me informou que são 10 horas de viagem, contando o tempo para passar pela imigração. Imagina! Já de avião é 1 hora.

– de Bangkok à Krabi, 9.060 ienes (Air Asia). Encontramos uma moça na pousada que fez esse trecho de ônibus, são 14 horas. E de avião um pouco mais de 1 hora.

– de Krabi à Kuala Lumpur,  8.062 ienes estava em promoção (Air Asia).

– de Kuala Lumpur à Osaka, 18.970 ienes estava em promoção (Air Asia). Foram 6 horas de viagem.

Os valores são de passagem para 1 pessoa (com as taxas de cartão de crédito) e adicional nos vôos pela Air Asia para despachar 1 mala de até 20kg (o permitido era de 7kg apenas) e opção de escolher os assentos.

HOSPEDAGEM – procurei opções baratas/razoáveis com localização boa, prefiro investir mais nos passeios.

Escolhi o booking.com para reservar todas as acomodações, e o pagamento foi feito lá no hotel/pousada, o bom que no booking tem opções com uma data limite para cancelamento gratuito, assim dá para fazer a reserva meses antes. O que é aconselhável, principalmente se for na alta temporada. Só que antes da escolha do hotel/pousada dei uma conferida nas opiniões e fotos dos viajantes da comunidade do tripAdvisor, tem também a classificação com porcentagem dada pelos hóspedes.

O mais difícil de escolher foi hospedagem na ilha Phi Phi Don, pois é mais caro e o local não vale o preço que se paga, e você tem 2 opções: hotel sossegado e longe ou bem localizado e barulhento. Como escolhi ficar lá, na noite da virada de ano escolhi o bem localizado e barulhento mesmo, mas para ficar mais dias não é aconselhável.

Escolhi pousadas nas cidades de Siem Reap (V&A Villa, falei um pouco sobre ela: aqui), Ao Nang (3 Bees Guesthouse, falei um pouco sobre ela: aqui) e Phi Phi (Pirates House), falei sobre ela: aqui), só em Kuala Lumpur que foi hotel (The YouniQ, falei sobre ele: aqui) próximo ao aeroporto.

DOCUMENTAÇÃO

documentos
Para re-entrada no Japão só precisa desses documentos acima. Passaporte, Zairyu Card e o cartão de saída/chegada

Exigências para os 3 países:

passaporte – com validade mínima de 6 meses, contando a data da viagem

visto

– para a conexão em Shanghai (ou Xangai) não precisa de visto de trânsito.

no Camboja é necessário tirar visto, que pode ser tirado na hora que entra no país (Visa on Arrival), são 20 dólares e 1 foto 4X6 ou tem opção de tirar antes online. Quando fui viajar, já no balcão da China Eastern quiseram ver a foto e informar am sobre o pagamento de 20 dólares, estava com foto 3X4, pois eles nos fizeram tirar foto no tamanho 4X6 no aeroporto e só depois que mostramos que nos deram a passagem.

– para a Tailândia e Malásia, brasileiros não precisam de visto, podendo ficar lá por um período de 3 meses.

vacina – Camboja, Tailândia e Malásia exigem vacina contra a febre amarela, “a todos os viajantes provenientes de áreas endêmicas para Febre Amarela”. Quem vem do Brasil tem que apresentar o certificado internacional da vacina.

Mas para quem mora no Japão não é necessário tomar a vacina. Só que mesmo assim na Tailândia tem que passar no balcão “Health Control” para preencher um formulário todas as vezes que entrar no país e só depois passar pela imigração.

CÂMBIO/MOEDA – Foram 3 tipos de moeda, no Camboja dólar (a moeda oficial é o Riel mas o usado é o dólar, só quando o troco é menos que 1 dólar dão em Riel), na Tailândia baht (representado pelo símbolo ฿) e na Malásia ringgit malaio (representado pelo símbolo RM).

cambio malasia camboja tailandia

PASSEIOS E TOURS – reservei antes:

– Maya Bay Sleep Aboard na página da agência: aqui. O site podia ser melhor. Quando escolhe o tour, depois que clica em “Book Now”, na próxima página tem o nome do tour, preço e já a opção de pagar com paypal. Você é direcionado para sua conta paypal, faz o pagamento depois automaticamente volta para o site Krabi Connect. E pronto, como não teve opção de colocar nome, nem dão o número de reserva vem a insegurança, e o “já paguei e agora?”.Então nesse site mesmo, na aba “contact” escrevi uma mensagem explicando o tour que tinha comprado e pago e que estava esperando pelo voucher. Como esse tour era indicação do blog “Alquimia do Viajante” estava mais tranquila já que eles fizerem esse mesmo tour por essa agência. E no outro dia mandaram email com instruções (ufa,rsrs) e que estava tudo certo para o passeio. Atualizando: Só que não gostei desse passeio, vou fazer post depois explicando o porquê.

– Ingresso para as Torres Petronas – comprei online no site oficial: aqui. 1 adulto são RM80. Há um limite de pessoas por dia que podem subir a torre, por isso se quiser ir num dia específico é bom comprar antes, senão corre o risco de não ter mais ingressos.

ROTEIRO –

1 dia e meio Camboja

5 dias em Ao Nang (Krabi)

2 dias em Phi Phi Island

1 dia em Kuala Lumpur

FUSO HORARIO –

Camboja: 2 horas à menos em relação ao Japão.

Tailândia: 2 horas à menos em relação ao Japão.

Kuala Lumpur: 1 horas à menos em relação ao Japão.

BLOGS PESQUISADOS – li muita informação e dicas em vários blogs, os que me ajudaram bastante foram:

Camboja:

Viajo, Logo Existo

Preciso Viajar

Coisas que amamos

Tailândia:

Preciso Viajar

Alquimia do Viajante

Viagens Across the World

Kuala Lumpur:

MauOscar

Esse Mundo é Nosso

A viagem foi incrível, aos poucos vou contando aqui como foi 😉

ATUALIZANDO: Para ver as postagens é só clicar abaixo:

> Índice dos Posts no Camboja e Kuala Lumpur

> Índice dos Posts na Tailândia

Para seguir o blog:

instagram-icon-3@aaventuracomeca

Twitter icon@aaventuracomeca

Facebook iconhttps://www.facebook.com/aAventuraComeca

 

Anúncios