Aichi/Japão/Nagoya e Arredores

Jardim Japonês: Shirotori Garden

Fonte da imagem: Site Oficial do jardim

Também chamado Shiratori-Teien, combina a beleza dos tradicionais jardins japoneses e a tecnologia sofisticada de água. Foi inaugurado em 1991 e fica na cidade de Nagoya. A entrada é só 300 ienes.

jardim shirotori nagoya-15

Toda a paisagem retrata o fluxo do rio Kiso começando ao leste do Monte Ontake.

Tem uma pista de corrida ao longo das margens das lagoas e córregos.


Ao centro tem uma lagoa réplica do rio Kiso em Gifu e salas de cerimônia do chá, o Seiu-tei, com projeto baseado em um cisne (Shirotori) voando baixo para descansar suas asas.
Abaixo horários e preços para participar da cerimônia do chá: aqui (em inglês).

Nesse jardim tem uma espécie de ornamento com um dispositivo de música típico de jardins tradicionais japoneses que geralmente ficam perto de salões de chá cerimonial chamado suikinkutsu.

O suikinkutsu que significa literalmente cítara japonesa (koto) de água na caverna. Destina-se a fornecer sons calmos e relaxantes durante a limpeza das mãos antes do ritual cerimônia do chá.

A construção desta câmara é extremamente complexa e envolve o equilíbrio da quantidade de água, forma, material e do tamanho da câmara, o diâmetro da abertura e do tamanho do tubo que conduz para longe.

Para simplificar, os sons misteriosos são feitos por gotas de água que caem em um pote de cerâmica subterrânea, o som da água ressoa, é amplificado, e é refletida de volta para o jardim acima. Este sistema foi inventado por um jardineiro na Era Edo (1603 à 1868).

 

Fonte do vídeo: achei ele no Youtube (não foi feito por mim)

Também são realizados vários eventos no decorrer do ano: na metade de janeiro, há o ‘Plum tree bonsai exhibition’ (exposição de bonsai), no início de maio, o ‘Spring, Romanticism’, no final de setembro, o Concert under the full moon’ (concerto sob a lua cheia), e em outubro “Shuuro-sai” com a cerimônia do chá e concertos.

É bem calmo e agradável dar um passeio por tanto verde no meio da cidade grande e ver lagos com carpas e o rio artificial com quedas d’água. E bem próximo ainda dá para conhecer o Atsuta Jingu (é considerado o segundo santuário japonês mais venerado), mas esse é assunto para outro post.

Horário: 9:00 às 17:00 (entrada permitida até 16:30). Fechado segunda-feira (no dia seguinte se a segunda-feira é um feriado), na terceira quarta-feira do mês e entre os dias 29/12 à 03/01.

Ingresso: 300 ienes (acima de 14 anos) e 100 ienes (acima de 65 anos).

Estacionamento é pago. 150 ienes motos, 300 ienes (veículos comuns)

Acesso:

metrô: fica a 10 minutos a pé pela saída 4 da Estação de Jingu-Nishi da Linha Meijo.

Mapa no Google: aqui

Mapa no Iphone: aqui

Página Oficial: aqui (em japonês)

Anúncios

Deixe um Comentário! Seu email não será divulgado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s