Europa/França/Paris/StopOver

Dia 4: Reims e Torre Eiffel

REIMS

Fica à 145km de Paris e são 45 minutos de trem TGV (alta velocidade). A estação de partida é a Gare de l’Est, paguei só 3 euros (ida) que era pela taxa de reserva pois tinha o passe Eurail Pass.

É uma cidade pequena mas famosa por suas antigas e tradicionais “caves” de champanhe. Algumas que se podem visitar são: “caves” de Pommery, Ruinart, Taittinger, Veuve Cliquot, Martel. As visitas são com hora marcada e tem uma degustação de champagne no fim do tour.

Champanhe

Champagne só apareceu no século 17, quando as pessoas começaram a dominar a efervescência natural do vinho local e poda das videiras e mistura crus e variedades de uva, como fez o monge Dom Perignon.
Intimamente ligado à monarquia, Champagne tornou-se o vinho de coroações, então o vinho dos reis. Seu sucesso se espalhou para a elite aristocrática do mundo no século graças 19 para a energia das casas de champanhe, o que tornou o símbolo do espírito francês. (Fonte: Site de Turismo de Reims).

A palavra “champagne” também é protegida com grande vigilância, e apenas pode ser utilizada nos vinhos originais da região. Qualquer vinho semelhante, mesmo produzido pelo método champanhês noutros locais ou países só pode apelidar-se de “espumante” e nunca “champanhe”. (Fonte: Wikipedia)

Mas como não tínhamos reservado nenhuma visita às caves, só comprei uma garrafa de champanhe Pommery em umas das lojas de champanhes em frente à catedral de Notre Dame. Visitamos o centro e a Catedral.

Catedral de Notre Dame de Reims

Arte gótica do século 13 (ano de 1211), local onde eram coroados os reis franceses. O batismo de Clóvis em Reims, em 498, é o ato fundador do reino dos Francos. Desde então, Reims se tornou a cidade da consagração real: 29 reis foram ali coroados entre 1027 e 1825. A cerimônia ocorria no coro da catedral. Site Oficial da Catedral: aqui

Comentários das Fotos: Dentro do trem TGV. Feirinha de Reims no caminho para a Catedral. Catedral de Notre Dame de Reims. Detalhes da Catedral. Dentro da Catedral. Estátua da Joana D’Arc. Lojas de Champanhe em frente à Catedral. A Catedral é linda, os vitrais são um mais bonito que o outro

Site Oficial de Turismo de Reims: aqui

Depois desse rápido passeio, voltamos à Paris para visitar a Dama de Ferro e desta vez subir no topo.

TORRE EIFFEL

torre eiffel linda

Construída em 1889 com projeto de Gustave Eiffel para a “Exposição Universal” que celebrava o centenário da Revolução Francesa, se tornou o símbolo da França no mundo. Sua construção durou 2 anos, tem 324 metros (contando com suas antenas). Seu nome (pronuncia-se com a sílaba tônica no último “e”, [eifél] e não [êifel]).

Como é de se esperar um monumento que recebe 7 milhões de turistas ao ano tem muita fila. Para entrar paguei 13 euros. Só para subir ao topo foram mais de 1 hora e meia, no total foram mais ou menos 3 horas para visitá-la (40 minutos só no topo). Há guardas do exército e vendedores ambulantes (vendem souvenirs da torre) embaixo da torre e na entrada todos são revistados. A Torre tem 3 níveis, no primeiro andar (57 metros) tem lojas e banheiros, no segundo (115 metros) é o restaurante e no terceiro (276 metros) a vista de Paris é maravilhosa.

Comentários das Fotos: Escritório de Gustavo Eiffel lá em cima. O “Champs de Mars” visto do 2º andar da Torre. E quando fomos, ela estava completando 120 anos então de noite a cada hora um espetáculo de luz deixava a torre multicolorida e piscando.

Champanhe Bar – Isso mesmo lá no ponto mais alto , dá para apreciar a vista tomando champanhe mas um privilégio que custa 10 euros a taça. Chique no último, literalmente. rsrs

20120930-221827.jpg

Comentários das Fotos: Experiência única. Amei!

Comentários das Fotos: O Rio Sena com a place de la Concorde ao fundo. O Louvre. O Arco do Triunfo. O Museu das Armas. Uau e você vê toda Paris é imperdível mesmo.

Eu subi quase no fim da tarde então deu para ver o pôr do sol também e a torre iluminada.

Curiosidade: o homem que tentou vender a Torre Eiffel, história: aqui

Mais informações de preços, horários e acesso no Site Oficial: aqui (em português)

Compra do ticket online: aqui

Aplicativo oficial para Iphone: aqui (2,99 euros ou 350 yenes) – 1 hora de áudio tour, 4 mapas interativos e informações práticas.

Mais fotos na página do Facebook: aqui

Anúncios

2 pensamentos sobre “Dia 4: Reims e Torre Eiffel

  1. Legal Jaque !!!! Meu amigo fez um pedido de noivado na Torre Eiffel, imagina a cara da namorada dele ?? hehehee…Super feliz !!!! Jantaram, passearam e no final ele pediu em noivado !!!
    Beijão

    Curtir

    • Oi Caio, que bom que gostou. Nossa que história linda, imagino mesmo como ela deve ter ficado explodindo de tanta felicidade e que romântico parabéns pro seu amigo. rs Você viu, estou gostando dessa vida de blogueira (hehe) legal dividir as experiências, pode ser útil pra alguém. Obrigada pelo comentário. Beijão

      Curtir

Deixe um Comentário! Seu email não será divulgado.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s